Buscar
  • WFB

Walking Football Brasil, busca parceiros para seus projetos aprovados via Lei do Esporte.

Atualizado: 21 de Dez de 2021


A Walking Football Brasil, organização social que dissemina e organiza no país a modalidade de futebol para pessoas idosas, em que se joga caminhando, vive o momento da captação de recursos para viabilização de seus projetos aprovados na Lei Federal de Incentivo ao Esporte.

Os últimos dias de dezembro são os mais intensos para quem tem projetos aprovados em Lei de Incentivo ao Esporte, programa de fortalecimento e apoio ao esporte com destinação e dedução de Imposto de Renda de empresas e pessoas físicas, para projetos aprovados e desenvolvidos por organizações da sociedade civil.


A Lei Federal de Incentivo ao Esporte (Lei nº 11.438, de 2006) é a atual lei de fomento ao esporte nacional e colabora para que milhares de pessoas sejam impactadas positivamente por meio dos diversos projetos desenvolvidos por organizações, que culminam no bem-estar físico e emocional por meio das atividades físicas propostas pelas diferentes iniciativas.

A preocupação com a transparência para a aprovação dos projetos e o uso dos recursos é uma das características que favorecem o uso das leis de incentivo em nosso país. Um exemplo disso, é o trâmite complexo e minucioso de validação dos projetos.


Para que uma organização tenha seu projeto aprovado, ela precisa atender alguns pré-requisitos legais como: tempo de existência, certidões negativas de débitos e outras documentações específicas, projetos desenhados com detalhamento de objetivos, resultados, orçamentos entre outros. Estes projetos são submetidos ao portal da Lei de Incentivo e em prazos estabelecidos e, dessa forma, passam pela avaliação de uma comissão de caráter técnico junto à Secretaria Especial do Esporte e uma vez aprovados tem sua publicação em diário oficial, concedendo às organizações a sua autorização de captação de recursos.


A partir daí, as organizações têm o amplo desafio de conectar empresas e pessoas físicas para a destinação de um percentual dos seus impostos de renda, conforme previsto em lei e com isso contribuir para o fomento dos projetos esportivos, para empresas até 1% IR e pessoas físicas até 6% IR.


De acordo com Ricardo Leme, diretor executivo da Walking Football Brasil, a Lei de Incentivo ao Esporte, possibilita que as organizações desenvolvam seus projetos com qualidade e proporcionando impacto positivo na vida das pessoas.


“A Walking Football Brasil, está com três projetos aprovados em Lei de Incentivo ao Esporte Federal e em fase de captação, o que nos levará para 04 novas cidades em 09 núcleos de Walking Football, impactando a vida de centenas de pessoas idosas por meio do esporte” destaca Ricardo.

No entanto os desafios de captação são maiores nos dias finais do ano, quando boa parte destes projetos tem saldo a captar e, com isso, ampliam-se as buscas de empresas, que tem muitas vezes em sua estratégia de responsabilidade social, a necessidade de fomentar iniciativas como a da Walking Football Brasil. Este é um período, muitas vezes, de fechamento do ano fiscal das empresas, o que culmina com a dedução do IR.


Para Ricardo Leme um dos fundadores da Walking Football Brasil, as empresas têm um papel fundamental no fortalecimento das organizações da sociedade civil e suas causas. O incentivo fiscal aos projetos contribui diretamente para a sustentabilidade e ampliação de impacto social propostos pelas organizações.


“Atuamos com o esporte para o desenvolvimento humano. Hoje no Brasil, existem mais de 34 milhões de pessoas idosas e a atividade física, como a prática de walking football, contribui para o bem-estar destas pessoas, além de promover a longevidade ativa. Quando as empresas destinam recursos a projetos de esporte, elas estão apoiando não só promoção do bem-estar físico, mas também do bem-estar emocional, do fortalecimento de vínculos, da construção de um espaço de diálogo e interação social” conclui o Ricardo Leme.

A Walking Football Brasil, conta com parceiros empresariais e doadores para seus três projetos: Núcleo São Paulo, Núcleo Guarulhos e Núcleo Cajamar& Jundiaí, mas tem saldo de captação disponível para sua execução.


Os projetos se realizam com uma equipe dedicada e multidisciplinar, além do apoio das secretarias de esportes municipais, no uso dos equipamentos públicos e junto às organizações parceiras que atuam com idosos nos territórios. Os projetos preveem aulas de walking football para as pessoas maduras, além de aulas para bem-estar emocional e conscientização de vários temas educativos para as pessoas participantes, como jogos intergeracionais e eventos.


Ricardo ainda salienta, que os projetos têm amplo acompanhamento com indicadores de resultado que serão monitorados tanto pela Secretaria Especial do Esporte, como pelas empresas doadoras de recursos.


A Walking Football Brasil tem uma área específica para acompanhamento dos projetos e avaliação de indicadores. A organização está em fase de captação e apta a receber o incentivo fiscal das empresas.


Sua empresa já apoia projetos de Lei de Incentivo ao Esporte?

Conheça os projetos da Walking Football Brasil.


Clique aqui para conhecer os projetos!



Sobre a Walking Football Brasil

A WFB é a organização responsável pela disseminação e estruturação oficial da modalidade de futebol adaptado aos maduros, que se joga caminhando, com menor impacto e riscos de lesão. A modalidade está presente em mais de 16 países e 2000 clubes pelo mundo.

Está ligada a federação internacional da modalidade, representando o país e, desde 2019, já mobilizou mais de 400 idosos em atividades diversas, realizou 07 eventos, projetos socioeducativos e socioesportivos integrados, como o Movimenta.me, voltado para levar experiências positivas e atividades físicas para idosos em isolamento social, durante a pandemia. Entre 2020 e 2021 produziu mais de 50 conteúdos audiovisuais e mais 40 encontros virtuais com idosos.


A organização é parceira do Museu do Futebol e do Revivendo Memórias em São Paulo realizando atividades educativas, dentre elas, lives e encontros virtuais, apresentando a modalidade e trazendo para o debate, a discussão da ressignificação do envelhecimento e combate ao preconceito etário.


Em 2020 e em 2021, a organização foi reconhecida consecutivamente com o Selo de Direitos Humanos e Diversidade do Município de São Paulo, pela categoria Pessoas Idosas, pela iniciativa de introdução da modalidade para os maduros. Em 2021 passa a integrar a REMS - Rede Esporte pela Mudança Social, uma das mais importantes redes de valorização do esporte para o desenvolvimento humano.


Está conectada ao primeiro hub do ecossistema de organizações do esporte brasileiro, o Arena HUB, e é acelerada pelo programa de impacto social VOA.


No retorno de suas atividades presenciais previsto em 2022, levará a modalidade para municípios como: São Paulo, Guarulhos, Cajamar e Jundiaí, em parcerias com Secretarias de Esportes das cidades, organizações da sociedade civil que atuam com longevos, clubes e escolas. A WFB ainda trabalha para o lançamento de uma convocatória de novas organizações parceiras para integrar à Rede WFB, nas cinco regiões do Brasil, logo no segundo semestre do próximo ano.


Site e redes sociais WFB


Informações à imprensa

imprensa@wfb.org.br


clipping: https://www.WFB.org.br/imprensa


Telefone: (11) 984435042


https://wfb.org.br

https://youtube.com/walkingfootballbrasil

https://instagram/walkingfootballbr

https://facebook.com/walkingfootballbrasil

https://www.linkedin.com/company/walking-football-brasil/

21 visualizações0 comentário